Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Agosto, 2012

Paralímpicas comparam dificuldades diárias em Londres e no Rio

Londres irá receber atletas deficientes de todo mundo nesta semana, quando começam os Jogos Paralímpicos, a partir de quarta-feira. A reportagem acompanhou a rotina de duas atletas, uma da Grã-Bretanha e outra do Brasil, e viu de perto os desafios enfrentados dentro e fora das quadras. Louise Hunt é inglesa, tem 21 anos e irá participar das competições de tênis de cadeira de rodas. Ana Paula Alves é brasileira, tem 40 anos e integra a seleção do Brasil de vôlei sentado. Londres 2012 A cidade que irá sediar as competições tem 8.500 ônibus adaptados para cadeirantes, e cada parada é anunciada em voz alta, assim como o ponto final, para que deficientes visuais possam acompanhar o trajeto. No entanto, 80% do metrô londrino não é adaptado, de acordo com a ONG Transport for All (Transporte para todos). Alto-falantes anunciam as paradas, mas as estações geralmente têm acessos por escadas e degraus, o que inviabiliza a mobilidade de cadeirantes. Além disso, o vão entre o vagão e a plataforma costu…

Esporte para deficientes visuais promove inclusão social no Sesc

Partidas de futebol e xadrez para cegos ocorrem no teatro e nas quadras.
Jogos são abertos ao público e finais acontecem neste domingo. No teatro de Arena, jogos de xadrez para deficientes
visuais (Foto: Carolina Margiotte/ Sesc Campinas)
Portadores de deficiências da região de Campinas (SP) participam neste domingo (26) da final das competições que buscam despertar o entendimento do homem como um ser total, para além dos estereótipos corporais. As atividades esportivas que visam a inclusão social fazem parte da programação do Sesc. Participantes disputam em duas modalidades, o futebol de 5 e o xadrez para cegos, em parceria com a Federação Paulista de Desportos para Cegos (FPDC).  "É um momento importante, pois é a primeira vez que fazemos esse tipo de competição que serve para quebrar o preconceito", afirmou o monitor de esportes do Sesc Luciano Teixeira de Sousa. As competições fazem parte das etapas dos campeonatos estaduais que começaram neste sábado (25). Os jogos são aberto…

Crianças cegas superam medo e dificuldade para andar sozinhas

Poliana de Abreu Brito, 7, chorava muito quando saía de casa, assustada com barulhos e movimentos. João Eduardo Jansen, 11, não podia chegar perto de animais e vivia com as costas curvadas. Pedro Bola, 7, tinha medo de andar e de tocar em objetos.
Os três, cegos desde o nascimento, superaram as dificuldades com atividades como equoterapia (terapia com cavalo), natação e balé.
Crianças cegas, claro, precisam de ajuda no dia a dia. Mas os esportes e a dança conseguem deixá-las mais seguras, inclusive para tentar se virar sozinhas. "Ela andava curvada e insegura, mesmo com a bengala [que usa para se guiar quando anda e descobrir se há algum obstáculo à frente]. Isso mudou desde que entrou no balé, há dois anos. Agora tem gente que pensa que ela enxerga!", conta Izabel, mãe de Poliana.
Assim como em outras atividades, o toque é o segredo para aprender os passos do balé. Poliana passa as mãos no corpo da professora para entender as posições. E a professora vai "moldando" o…

Ator e pedagogo com síndrome de Down relata preconceito e superação

Espanhol Pablo Pineda, protagonista do filme 'Yo También', espera o segundo diploma universitário e quer tirar carteira de motorista.
Pablo Pineda conta como é tentar ser aceito pela
sociedade e superar limite diariamente (Foto: BBC)
Pablo Pineda tornou-se uma celebridade na Espanha. Não só por ser o primeiro portador de síndrome de Down que obteve um diploma universitário na Europa, mas também por atuar como protagonista do filme "Yo, También", de 2009, que narra a história de um agente social que se apaixona por uma colega de trabalho. Aos 37 anos, Pineda tem licenciatura em Pedagogia e falta pouco para concluir a segunda graduação, também em um curso de magistério. Seu próximo projeto agora? Conseguir uma carteira de motorista. "Quero tirar o documento porque nunca um portador de síndrome de Down foi visto dirigindo. Seria uma conquista muito importante para nós, além de me dar independência", disse Pineda à BBC Mundo, o serviço da BBC em espanhol.O ator é um…

Medicamento para Alzheimer beneficia portador de Down

Pessoas que usaram memantina em testes tiveram memória melhoradaRio -  Pesquisa liderada pelo neurocientista brasileiro Alberto Costa na Universidade do Colorado, nos Estados Unidos, descobriu que a memantina, componente de remédios para o mal de Alzheimer, melhora a memória de pessoas com síndrome de Down. É a primeira vez que um estudo comprova estatisticamente esse tipo de efeito. Alberto Costa e sua filha  Tyche, que é portadora de Síndrome de Down | Foto: Reprodução Internet A pesquisa envolveu 42 pessoas. Metade recebeu o medicamento; a outra parte, tomou placebos. Eles passaram por teste de aprendizado linguístico. O exame foi feito antes e depois do uso da medicação. Os que receberam o placebo aumentaram seu resultado em 2,53 pontos. Os que tomaram o remédio, melhoraram 5,84 pontos. “A média foi de 30% de melhora”, afirmou Costa. Luiz Antônio Rocha, neurologista do Grupo Memorial, aconselhou cautela com os resultados da pesquisa. “É precoce achar que é uma descoberta definitiva”,…

Jogos Paralímpicos de Londres começam na quarta, dia 29 .

Entre 29 de agosto e 09 de setembro a cidade de Londres é cenário para os Jogos Paralímpicos. O Brasil comparece com delegação de mais de 300 participantes. Entre 29 de agosto e 09 de setembro, a cidade de Londres se transforma em cenário dos Jogos Paralímpicos 2012, reunindo representantes de 165 países. Essa edição das Paralimpíadas será a maior até agora com mais de 4000 atletas que disputarão 20 modalidades. O Brasil está representado na capital da Inglaterra com uma delegação formada por 319 participantes. Entre eles estão atletas, acompanhantes, tratadores de cavalos, oficiais técnicos e administrativos e profissionais da área da saúde. Apenas atletas paralímpicos somam 182, divididos em 18 modalidades. Desses, 115 são homens e 67, mulheres. O atleta mais novo da delegação é a velocista Viviane Soares, com 16 anos, e o atleta mais experiente é a mesa tenista Maria Luiza Passos, com 61 anos. A Secretária de Estado dos Direitos da Pessoa com Deficiência, Dra. Linamara Rizzo Battistel…

É hora dos últimos ajustes para as paraolimpíadas.

A cinco dias do início dos Jogos, atletas brasileiros fazem seus últimos treinos em Londres O Futebol de 7 do Brasil faz seus últimos ajustes para a estreia nas Paralimpíadas. O time treinou pela primeira vez no Riverbank Arena, palco dos Jogos, nesta sexta-feira, 24. A equipe brasileira é jovem: tem média de idade de 25,5 anos e dos 12 jogadores, apenas três já disputaram uma Paralimpíada. Mesmo assim, todos estão confiantes para buscar uma medalha. “É um deslumbramento tudo isso aqui. Nós estamos na Vila Paralímpica, com atletas do mundo inteiro. É algo incrível. Temos conversado bastante para manter o foco, que é mostrar o nosso futebol”, conta o meio-campo Mateus Calvo. “Não tem jeito, quando você chega numa Paralimpíada, arrepia de emoção, mesmo eu que já estou na minha quarta”, argumenta o técnico da Seleção, Paulo da Cruz. Por conta da falta de experiência nesse tipo de competição da maior parte do grupo, a comissão técnica tem procurado passar o máximo de tranquilidade para os joga…

SP dá início a fórum sobre surdocegueira

Reuniões começam nesta quinta-feira, 23, e percorrerão o Estado até 25 de outubro O Estado de São Paulo fará uma ampla discussão sobre surdocegueira e deficiências múltiplas no ambiente escolar. Começou nesta quinta-feira, 23, o 1º Fórum de Surdocegueira e Deficiência Múltipla Sensorial: Perspectivas Educacionais da Rede Estadual de Ensino. O evento percorrerá dez regiões do Estado até o dia 25 de outubro.
LEIA TAMBÉMSecretaria da Educação realiza primeiro Seminário de Proteção Escolar
A capital paulista foi a sede da primeira reunião, nesta quinta-feira. O fórum é uma iniciativa inédita do Núcleo de Apoio Pedagógico Especializado para disseminar informações e orientações sobre surdocegueira e deficiências múltiplas sensoriais, ou seja, a associação de duas ou mais deficiências. 
O 1º Fórum de Surdocegueira e Deficiência Múltipla Sensorial contará com a participação de mais de dois mil educadores da rede estadual. A próxima reunião acontece no dia 28 de agosto, em Itapetininga. Os partici…

As condições de acessibilidade dos sistemas de trens urbanos da CBTU

O trabalho foi um dos selecionados pela Comissão Organizadora da 18ª Semana de Tecnologia Metroferroviária para ser apresentado durante o evento que será realizado no período de 11 a 14 de setembro de 2012, no Centro de Convenções Frei Caneca em São Paulo (SP). A apresentação –que tem como autores: Ana Paula Vaz Rosa; Bernardo Galvão de Medeiros; Valéria Maranhão Barreto Pereira e Valeria Xavier da Costa, funcionários da CBTU- está programada para a sala 1, no dia 13 de setembro, às 9h45. O objetivo do trabalho, de acordo com os autores é apresentar as condições atuais de acessibilidade em que se encontram os sistemas de trens urbanos da CBTU (Companhia Brasileira de Trens Urbanos), apontando os critérios e procedimentos adotados para a aplicação das Leis de Acessibilidade do Desenho Universal, assim como as dificuldades encontradas. Realizada pela AEAMESP (Associação dos Engenheiros e Arquitetos de Metrô), a 18ª Semana de Tecnologia Metroferroviária tem como tema central "A contrib…