Pular para o conteúdo principal

Pessoas com deficiência são mais de 1 bilhão no mundo

Relatório Mundial anuncia: pessoas com deficiência são mais de 1 bilhão no mundo

Secretária participa de reunião na ONU e apresenta a Unidade Móvel da 
Rede Lucy Montoro entre outras ações.

O mês de junho está sendo marcado por importantes eventos. Um deles foi a apresentação do Relatório Mundial sobre Deficiência, em Nova York (EUA), no dia 9. O Relatório apresenta recomendações sobre ações que devem ser tomadas  e  apresenta  pesquisa que mostra que atualmente há mais de 1 bilhão de pessoas com deficiência no mundo. A Secretária de Estado dos Direitos da Pessoa com Deficiência, Doutora Linamara Rizzo Battistella, representou o Brasil durante uma sessão conjunta entre a ONU (Organização das Nações Unidas) e a OMS (Organização Mundial de Saúde). Nessa sessão também foram discutidas políticas públicas na área da saúde.
Durante a sessão na ONU, Doutora Linamara apresentou dados e informações sobre as ações na área da deficiência no estado de São Paulo. Com base em sua apresentação, dois pontos são primordiais para o Governo do Estado de São Paulo: a acessibilidade e a possibilidade de alinhar todos os setores para viabilizar o atendimento às necessidades das pessoas com deficiência.
Sobre o primeiro tópico, a acessibilidade é considerada como "fundamental para a mobilidade e participação, constituindo-se no pilar mais transversal das políticas intersetoriais". Sobre o alinhamento de setores, a Secretária defendeu: "Poder Público, organizações sociais, universidades e setor produtivo precisam estar alinhados com as necessidades deste "novo consumidor" de produtos e serviços, e portanto viabilizar o acesso a produtos de alta qualidade, serviços de alto nível e tecnologia avançada, capaz de potencializar maior funcionalidade das pessoas com deficiência".
A Secretária expôs o que já tem sido feito em relação ao segmento no Estado. Um dos exemplos de ações realizadas pela Secretaria foi a Rede de Reabilitação Lucy Montoro.   Implantada dentro do Sistema Público de Saúde, a Rede, altamente especializada, traz as mais avançadas tecnologias para diagnóstico e tratamentos dos quadros que apresentam  deficiência.  O destaque ficou com a Unidade Móvel que tem como objetivo viabilizar o fornecimento de ajudas técnicas fora da região metropolitana. Só no ano passado, a Unidade percorreu 8.000 Km, atendeu 4.000 pessoas com deficiência e disponibilizou 6.000 ajudas técnicas.
A segunda ação dada como exemplo, diz respeito à habitação de interesse social. O programa baseado no Desenho Universal viabilizou que as casas populares tivessem a área aumentada para 60m², além de acabamentos e revestimentos compatíveis com a segurança e a acessibilidade.
A terceira ação ainda está em período de implantação: o Centro de Excelência em Tecnologia e Inovação para as Pessoas com Deficiência. O espaço deverá priorizar as tecnologias de informação e comunicação, a educação e o emprego.
Ao final, a Secretária Doutora Linamara mencionou que, de acordo com o Relatório Mundial sobre a Deficiência, as ações e objetivos do Estado de São Paulo, por meio da Secretaria de Estado dos Direitos da Pessoa com Deficiência, estão alinhados com as recomendações fornecidas pelo documento.
Questões como a discriminação e o difícil acesso aos sistemas de saúde, educação, reabilitação, transporte e moradia também são apresentados no documento.
"Recebemos esse relatório com grande satisfação. O monitoramento e avaliação que estão sendo realizados por organizações internacionais, os quais culminam em relatórios como esse, são uma ferramental útil e objetiva para aperfeiçoar o trabalho que realizamos. No Estado de São Paulo, superamos muitas barreiras, mas nós reconhecemos que ainda há muito a ser feito, e que, a partir de hoje, o Relatório Mundial sobre a Deficiência irá guiar nossas ações", destacou a Secretária.
Fonte: Secretaria dos Direitos da Pessoa com Deficiência.
http://www.pessoacomdeficiencia.sp.gov.br/sis/lenoticia.php?id=807

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

HAPPY LIFE PARTICIPA DE EVENTO SOBRE A LBI.

Audiodescrição foto de Natália Betto.: Foto em detalhe mostrando Natalia Betto ao lado do banner do evento. Natalia é branca, tem 1,65m, cabelos pretos lisos, na altura dos ombros, está de blusa azul, usa calça e sapatos pretos. Ela está em pé, com a mão esquerda sobre a perna. O braço direito está flexionado e a mão espalmada para cima mostra a logomarca “Dialogs for Inclusion” no banner. No canto superior direito da foto, em branco, está a logo da Happy Life. Fim da descrição. Uma empresa em fase de crescimento precisa alimentar boas ideias e se alimentar delas. Foi exatamente isso que fez a Happy Life na última sexta-feira, 25 de novembro de 2016., ao participar do Dialogs for Inclusion, experiência de benchmarking à luz da Lei Brasileira de Inclusão – LBI. O evento faz parte do projeto Saber Para Incluir, da Diversitas e teve como anfitriã a Dow Química, que recebeu em seu site no Condomínio Rochaverá, um seleto grupo com profissionais de 12 empresas: Bayer, Cetelen, DSM, Ha
A Happy Life esteve à disposição durante o período do salão do automóvel para realizar o transporte de pessoas com deficiência física ou mobilidade reduzida. O transporte era gratuito aos   e as saídas aconteceram da estação Jabaquara do Metrô (Na Rua Anita Costa, Nº 98) e na estação Imigrantes do metrô (Rua Engº Guilherme Winter) para o Centro de Exposições São Paulo Expo.

Depoimento Especial - Carta de Agradecimento FCD

Gostaríamos de compartilhar com vocês uma carta de agradecimento que recebemos da  FCD/BR – Federação das Fraternidades Cristãs de Pessoas com Deficiência do Brasil, referente ao atendimento realizado no dia 28 de abril de 2017. Obrigada amigos pela mensagem!!! Nós que agradecemos pela preferência e carinho com a nossa equipe. Até o próximo  Happy Transporte ! =) Segue texto da carta: São Paulo, 04 de maio de 2017. Caros amigos e amigas da Happy Life. Paz e Bem! A FCD/BR – Federação das Fraternidades Cristãs de Pessoas com Deficiência do Brasil – FCD(BR),  organizada juridicamente, é um movimento   ecumênico de evangelização  e promoção humana, tem por objeto valorizar a essência da pessoa com deficiência, destacando suas capacidades, buscando uma renovação cultural das próprias pessoas com deficiência, seus familiares, sociedade e governos, provocando com isso a verdadeira inclusão social. Migrada da França onde foi fundada em 1945, pelo Monsenhor Henri François, f