Pular para o conteúdo principal

Pessoa em cadeira de rodas leva mais de uma hora para pegar ônibus no Rio

Pessoa em cadeira de rodas leva mais de uma hora para pegar ônibus no Rio

Deficiente física leva 20 minutos a mais do que as pessoas sem deficiência para usar metrô.

ônibus adaptado
A maioria das pessoas que vive no Rio de JaneiroSite externo. demora, em média, de dez a 20 minutos para pegar um ônibus na cidade. Esta, porém, não é a realidade da deficiente física Viviane Macedo, 33 anos. O R7Site externo.acompanhou e constatou a dificuldade da cadeirante em usar o transporte público no Rio: uma hora para pegar um ônibus e 20 minutos a mais para usar o metrô.

Viviane mora em Copacabana, na zona sul, e costuma ir três vezes por semana à Tijuca, zona norte. No metrô, as piores dificuldades são a dependência dos guardas para abrir a cancela da roleta e a demora no sistema de elevador da estação da Saens Peña.

Mas é no ponto de ônibus que o desrespeito às leis e aos cadeirantes fica ainda mais evidente. O primeiro coletivo para o qual ela fez sinal passou direto e não parou. No segundo, o elevador estava com defeito. Já no terceiro, o motorista disse que estava adaptado, mas faria um caminho mais longo para chegar ao destino e não a aconselhava a entrar. Na quarta tentativa, após uma hora de espera, ela finalmente conseguiu embarcar.

"Para não passar por todo esse constrangimento, eu prefiro não pegar ônibus e ir tocando a cadeira, mesmo passando pelo meio da rua quando as calçadas não têm rampas ou são esburacadas, do que me estressar desse jeito. É um absurdo".

O destino de Viviane é a Escola Carioca de Dança, que fica na rua Barão de Mesquita, uma das piores vias para a cadeirante. A calçada é estreita e a cada 30 m, aproximadamente, tem um poste que impossibilita a passagem da cadeira de rodas. A única opção dela é disputar o espaço com os carros no asfalto.

Viviane sabe do risco, mas não desanima e chega à escola de dança. É ali que realiza uma das atividades que mais gosta. Ela coloca o sapato, faz um aquecimento com o parceiro e dança. Neste momento, todas as dificuldades desaparecem e dão lugar aos ritmos que pratica: samba, zouk, salsa e bolero.

Com o parceiro Luiz Cláudio Passos, Viviane é tetracampeã nacional em Dança Esportiva em Cadeira de Rodas. A poliomielite que a fez perder o movimento da perna quando tinha um ano e seis meses, não prejudicou o sonho de se tornar uma dançarina
.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

HAPPY LIFE PARTICIPA DE EVENTO SOBRE A LBI.

Audiodescrição foto de Natália Betto.: Foto em detalhe mostrando Natalia Betto ao lado do banner do evento. Natalia é branca, tem 1,65m, cabelos pretos lisos, na altura dos ombros, está de blusa azul, usa calça e sapatos pretos. Ela está em pé, com a mão esquerda sobre a perna. O braço direito está flexionado e a mão espalmada para cima mostra a logomarca “Dialogs for Inclusion” no banner. No canto superior direito da foto, em branco, está a logo da Happy Life. Fim da descrição. Uma empresa em fase de crescimento precisa alimentar boas ideias e se alimentar delas. Foi exatamente isso que fez a Happy Life na última sexta-feira, 25 de novembro de 2016., ao participar do Dialogs for Inclusion, experiência de benchmarking à luz da Lei Brasileira de Inclusão – LBI. O evento faz parte do projeto Saber Para Incluir, da Diversitas e teve como anfitriã a Dow Química, que recebeu em seu site no Condomínio Rochaverá, um seleto grupo com profissionais de 12 empresas: Bayer, Cetelen, DSM, Ha
A Happy Life esteve à disposição durante o período do salão do automóvel para realizar o transporte de pessoas com deficiência física ou mobilidade reduzida. O transporte era gratuito aos   e as saídas aconteceram da estação Jabaquara do Metrô (Na Rua Anita Costa, Nº 98) e na estação Imigrantes do metrô (Rua Engº Guilherme Winter) para o Centro de Exposições São Paulo Expo.

Depoimento Especial - Carta de Agradecimento FCD

Gostaríamos de compartilhar com vocês uma carta de agradecimento que recebemos da  FCD/BR – Federação das Fraternidades Cristãs de Pessoas com Deficiência do Brasil, referente ao atendimento realizado no dia 28 de abril de 2017. Obrigada amigos pela mensagem!!! Nós que agradecemos pela preferência e carinho com a nossa equipe. Até o próximo  Happy Transporte ! =) Segue texto da carta: São Paulo, 04 de maio de 2017. Caros amigos e amigas da Happy Life. Paz e Bem! A FCD/BR – Federação das Fraternidades Cristãs de Pessoas com Deficiência do Brasil – FCD(BR),  organizada juridicamente, é um movimento   ecumênico de evangelização  e promoção humana, tem por objeto valorizar a essência da pessoa com deficiência, destacando suas capacidades, buscando uma renovação cultural das próprias pessoas com deficiência, seus familiares, sociedade e governos, provocando com isso a verdadeira inclusão social. Migrada da França onde foi fundada em 1945, pelo Monsenhor Henri François, f