Pular para o conteúdo principal

Outubro Rosa


O câncer que mais causa morte de mulheres no Brasil é o da mama. Mas o que tira o sono de médicos e especialistas é que esse câncer é curável quando descoberto no início. O que nos leva a crer que o causador de tantas mortes é a falta de conscientização sobre a prevenção e os cuidados para o diagnóstico precoce da doença.

Por isso, listamos aqui 10 dicas pra se prevenir o câncer de mama e ajudar a conscientizar parentes e amigos sobre a doença;

1- Tenha uma alimentação equilibrada rica em frutas, legumes e verduras. Lentilha, feijão branco e grão-de-bico são algumas leguminosas que ajudam a prevenir o surgimento de compostos cancerígenos;

2- Mulheres acima de 40 anos precisam fazer mamografia a cada 2 anos. Principalmente aquelas que têm histórico da doença na família;

3- Mulheres na menopausa não devem fazer reposição hormonal. Não é recomendável, porém, se precisar, faça-o sob orientação médica;

4- Não fume. Pesquisas afirmam que fumar aumenta em muito as chances de se ter câncer de mama;

5- Faça o autoexame. Não dispense-o, pois cerca de 80% dos casos são descobertos por ele. O câncer de mama é silencioso. Sem sintomas, portanto. Por isso é tão importante fazer sempre o autoexame;

6- Não beba. Mesmo que em pequenas doses ou esporadicamente, o consumo de bebida alcoólica aumenta as chances de desenvolver câncer de mama, principalmente se for associada ao tabaco;

7- Pratique uma atividade física e saia do sedentarismo. Mulheres obesas produzem maiores quantidades de estrogêneo, que é um hormônio feminino ligado ao aparecimento de compostos cancerígenos;

8- Tome um banho de sol de 10 minutos antes das 10h e depois das 16h. O sol aumenta a produção de vitamina D do corpo, o que reduz pela metade os riscos de se ter câncer de mama;

9 -Sopa de tomate e suco de cenoura. Faça essa refeição pelo menos 2 vezes por semana. Além de muito nutritiva, ela fornece antioxidantes que reduzem os riscos de câncer de mama;

10- Amamente. Mulheres que amamentam durante mais tempo reduzem os riscos de câncer de mama, segundo pesquisas.

Fonte: CREADF

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Questionário sobre acessibilidade e inclusão.

Amigos, gostaríamos de solicitar a ajuda de vocês para que respondessem e compartilhassem o questionário desenvolvido pelo nosso amigo SCOTT RAINS. Obrigado!!! (link abaixo)

COMPARTILHADO DE SCOTT RAINS:
"Grandes eventos esportivos como a Copa de 2014 e como Olimpiadas / Pará Olimpiadas 2016 envolvem grandes investimentos. Depois a sede fica com um legado de construção e de educação pública que pode beneficiá-la por décadas. Com esta pesquisa queremos capturar dados sobre acessibilidade e inclusão em todo o Brasil antes da Copa de 2014 e Rio 2016. Vou incluir os dados na minha apresentacao em Fortaleza dia 31 de julho."
Scott Rains.
LINK: https://docs.google.com/spreadsheet/viewform?fromEmail=true&formkey=dGlYYjljNElnTUtwcHd3RTVVLXp2YUE6MQ

Transporte Acessível para Cadeirantes

Olá Amigos,


Abaixo uma lista com prestadores de serviço de transporte acessível para cadeirantes fora de São Paulo/SP


 INTERIOR - SÃO PAULO
Transporte Acessível Gaivotas
Transporte Acessível em Santa Barbara do Oeste/SP
Telefone: (019) 9639-9948
E-mail: transporteacessivel@bol.com.br


Taxi Acessível - São Carlos
Taxi Acessível em São Carlos/SP
Telefone: (016) 8174-8018


Levare 
Transporte Acessível em São José dos Campos/SP
Telefone: (012) 3021-4153




LITORAL - SÃO PAULO
Rota da Vida
Transporte Acessível em Santos/SP
Telefone: (013) 3323-3635




RIO DE JANEIRO
Laura Tour
Transporte Acessível no Rio de Janeiro
Telefone: (021) 3259-3035
Celular: (021) 9260-0913
E-mail: lauratour@lauratour.com


Lince Transportes Especiais
Transporte Acessível no Rio de Janeiro
Telefone: (021) 3777-3371
Celular: (021) 8881-8934
E-mail: lincetransportes@oi.com.br 


Especial Coop Taxi 
Taxi Acessível no Rio de Janeiro
Telefone: (021) 3295-9606
E-mail: contato@especialcooptaxirj.com.br


PARANÁ
Taxi Acessível em Londrina
Telefone: (43) 9640-2121


BRASIL…

SP dá início a fórum sobre surdocegueira

Reuniões começam nesta quinta-feira, 23, e percorrerão o Estado até 25 de outubro O Estado de São Paulo fará uma ampla discussão sobre surdocegueira e deficiências múltiplas no ambiente escolar. Começou nesta quinta-feira, 23, o 1º Fórum de Surdocegueira e Deficiência Múltipla Sensorial: Perspectivas Educacionais da Rede Estadual de Ensino. O evento percorrerá dez regiões do Estado até o dia 25 de outubro.
LEIA TAMBÉMSecretaria da Educação realiza primeiro Seminário de Proteção Escolar
A capital paulista foi a sede da primeira reunião, nesta quinta-feira. O fórum é uma iniciativa inédita do Núcleo de Apoio Pedagógico Especializado para disseminar informações e orientações sobre surdocegueira e deficiências múltiplas sensoriais, ou seja, a associação de duas ou mais deficiências. 
O 1º Fórum de Surdocegueira e Deficiência Múltipla Sensorial contará com a participação de mais de dois mil educadores da rede estadual. A próxima reunião acontece no dia 28 de agosto, em Itapetininga. Os partici…