Pular para o conteúdo principal

Software Participar - desenvolvido para a alfabetização e comunicação de deficientes intelectuais


 - Portal Inclusão Brasil - Ações sociais e inclusivas

O “Software Participar”, foi desenvolvido para ajudar na alfabetização e comunicação alternativa (redes sociais) de jovens e adultos com deficiência intelectual.

A ferramenta, única do gênero no Brasil, foi pensada e desenvolvida dentro da UnB por professor e alunos do Departamento de Ciência da Computação, com o apoio pedagógico especializado da Secretaria de Educação do GDF.

Os vídeos (mais de 600) inseridos no software são de qualidade tal, que possam ser executados em computadores de escolas simples, localizadas nas mais distantes cidades, visto que muitos deles são antigos e com configurações defasadas.

O projeto foi totalmente construído sem financiamento, mas com a boa vontade e dedicação de muitos. Como o software é pioneiro, o aperfeiçoamento dele deverá acontecer à medida que, com seu uso, necessidades forem identificadas.

Existem ainda projetos em desenvolvimento no campo da profissionalização de deficientes intelectuais adultos, que necessitam de financiamento para sua finalização.

O que é?

É um software educacional de apoio a alfabetização e comunicação alternativa de jovens e adultos com de%uFB01ciência intelectual. É um projeto pioneiro e inovador no Brasil, no campo de inclusão digital e cidadania, já que o foco é especializado somente esse público-alvo.

Objetivo:

Servir como ferramenta de apoio a professores atuantes no processo de alfabetização de jovens e adultos com de%uFB01ciência intelectual. A metal final é que o educando passe a ser capaz de comunicar-se por meio de computadores, sendo foco as redes sociais (comunicação alternativa).

Público-alvo:

Jovens e adultos com de%uFB01ciência intelectual em processo de alfabetização, bem como professores desse ramo.

Equipe de trabalho:

Orientador: professor Wilson Henrique Veneziano (Departamento de Ciência da Computação da Universidade de Brasília)
Programadores: Renato Domingues Silva e Tiago Galvão Mascarenhas Freire (alunos do curso de Computação – Licenciatura da UnB). Foi um trabalho de conclusão de curso.
Consultora pedagógica: pedagoga e psicóloga Maraísa Helena Borges Estevão Pereira (Federação Nacional das Apaes).
Produtora dos vídeos: UnBTV (direção, gravação e edição), sob a responsabilidade de Neuza Meller com apoio técnico da produtora Konim Comunicação.
Benefícios para a sociedade:
- Software de uso gratuito nas escolas públicas e Apaes.
Único software educacional de apoio à alfabetização de jovens e adultos com de%uFB01ciência intelectual em língua portuguesa, gratuito e focado nesse público.

Características gerais:

- Desenvolvido com base em requisitos educacionais do público-alvo, não em adaptações feitas para outros tipos de educandos;
- Testado e validado em caso real de uso por professores especializados em alfabetização de adultos com deficiência intelectual, bem como por educandos com diversas patologias no campo da deficiência intelectual;
- Está em uso experimental na Apae-DF e em escola pública e especializada mantida pelo Governo do Distrito Federal;
- Os recursos multimídia são focados neste público-alvo (não é infantilizado);
- Há recursos motivacionais e de interatividade com o professor e o educando;
- Estão presentes elementos que favorecem que o educando identifique-se com o software;
- Permite que seja agregado às demais ferramentas pedagógicas já em uso por professores especializados;
- Contém orientações ao professor;
- Pode ser utilizado em computadores modestos;
- É compatível com sistemas Windows e Linux;
- Produzido com ferramentas de código livre ou open-source;
- Direitos autorais registrados em nome da Fundação Universidade de Brasília.

Fonte: Portal Inclusão

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

HAPPY LIFE PARTICIPA DE EVENTO SOBRE A LBI.

Audiodescrição foto de Natália Betto.: Foto em detalhe mostrando Natalia Betto ao lado do banner do evento. Natalia é branca, tem 1,65m, cabelos pretos lisos, na altura dos ombros, está de blusa azul, usa calça e sapatos pretos. Ela está em pé, com a mão esquerda sobre a perna. O braço direito está flexionado e a mão espalmada para cima mostra a logomarca “Dialogs for Inclusion” no banner. No canto superior direito da foto, em branco, está a logo da Happy Life. Fim da descrição. Uma empresa em fase de crescimento precisa alimentar boas ideias e se alimentar delas. Foi exatamente isso que fez a Happy Life na última sexta-feira, 25 de novembro de 2016., ao participar do Dialogs for Inclusion, experiência de benchmarking à luz da Lei Brasileira de Inclusão – LBI. O evento faz parte do projeto Saber Para Incluir, da Diversitas e teve como anfitriã a Dow Química, que recebeu em seu site no Condomínio Rochaverá, um seleto grupo com profissionais de 12 empresas: Bayer, Cetelen, DSM, Ha
A Happy Life esteve à disposição durante o período do salão do automóvel para realizar o transporte de pessoas com deficiência física ou mobilidade reduzida. O transporte era gratuito aos   e as saídas aconteceram da estação Jabaquara do Metrô (Na Rua Anita Costa, Nº 98) e na estação Imigrantes do metrô (Rua Engº Guilherme Winter) para o Centro de Exposições São Paulo Expo.

Depoimento Especial - Carta de Agradecimento FCD

Gostaríamos de compartilhar com vocês uma carta de agradecimento que recebemos da  FCD/BR – Federação das Fraternidades Cristãs de Pessoas com Deficiência do Brasil, referente ao atendimento realizado no dia 28 de abril de 2017. Obrigada amigos pela mensagem!!! Nós que agradecemos pela preferência e carinho com a nossa equipe. Até o próximo  Happy Transporte ! =) Segue texto da carta: São Paulo, 04 de maio de 2017. Caros amigos e amigas da Happy Life. Paz e Bem! A FCD/BR – Federação das Fraternidades Cristãs de Pessoas com Deficiência do Brasil – FCD(BR),  organizada juridicamente, é um movimento   ecumênico de evangelização  e promoção humana, tem por objeto valorizar a essência da pessoa com deficiência, destacando suas capacidades, buscando uma renovação cultural das próprias pessoas com deficiência, seus familiares, sociedade e governos, provocando com isso a verdadeira inclusão social. Migrada da França onde foi fundada em 1945, pelo Monsenhor Henri François, f