Pular para o conteúdo principal

Alzheimer genético pode ser detectado 25 anos antes dos sintomas


Cada vez mais cedo
Cientistas da Escola de Medicina da Universidade de Washington (EUA) afirmam ser possível detectar sinais do Mal de Alzheimer até 25 anos antes do surgimento dos sintomas.
O levantamento foi feito entre pacientes que já apresentavam risco genético de desenvolver a doença.
O resultado, apesar de estar sendo apresentado como novidade, é um prosseguimento de uma pesquisa publicada há cerca de um ano.
Na ocasião, a mesma equipe afirmou que conseguia detectar a doença com 20 antes de antecedência, sempre entre pacientes com risco genético elevado.
Mutações genéticas
Neste novo estudo, dos 128 pacientes examinados, 50% apresentavam chances de herdar uma das três mutações genéticas associadas com o Mal de Alzheimer.
A doença neurológica é um dos poucos casos nos quais os cientistas vêm tendo sucesso na detecção precoce com base no genoma, já que uma pesquisa recente demonstrou que o sequenciamento genético não está cumprindo as promessas de prever doenças.
No caso dos genes estudados, os pacientes têm uma chance maior de desenvolvimento precoce do Alzheimer, a partir dos 30 ou 40 anos - muito mais cedo que a maioria dos pacientes, que em geral desenvolvem o mal a partir dos 60 anos de idade.
Amiloide
Os pesquisadores analisaram os pais dos pacientes para descobrir com que idades eles haviam desenvolvido a doença.
A partir disso começaram a tentar avaliar quanto tempo antes disso era possível detectar os primeiros sinais da enfermidade.
Os pesquisadores descobriram, então, que era possível detectar pequenas mudanças no cérebro de quem possuía alguma das mutações que, no futuro, levarão ao surgimento do Alzheimer.
Eles sugerem que a primeira mudança, uma queda nos níveis da proteína conhecida como amiloide beta no fluido cerebrospinal, pode ser detectada 25 anos antes do aparecimento dos sintomas da doença.

Fonte: Diário da Saúde

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

HAPPY LIFE PARTICIPA DE EVENTO SOBRE A LBI.

Audiodescrição foto de Natália Betto.: Foto em detalhe mostrando Natalia Betto ao lado do banner do evento. Natalia é branca, tem 1,65m, cabelos pretos lisos, na altura dos ombros, está de blusa azul, usa calça e sapatos pretos. Ela está em pé, com a mão esquerda sobre a perna. O braço direito está flexionado e a mão espalmada para cima mostra a logomarca “Dialogs for Inclusion” no banner. No canto superior direito da foto, em branco, está a logo da Happy Life. Fim da descrição. Uma empresa em fase de crescimento precisa alimentar boas ideias e se alimentar delas. Foi exatamente isso que fez a Happy Life na última sexta-feira, 25 de novembro de 2016., ao participar do Dialogs for Inclusion, experiência de benchmarking à luz da Lei Brasileira de Inclusão – LBI. O evento faz parte do projeto Saber Para Incluir, da Diversitas e teve como anfitriã a Dow Química, que recebeu em seu site no Condomínio Rochaverá, um seleto grupo com profissionais de 12 empresas: Bayer, Cetelen, DSM, Ha
A Happy Life esteve à disposição durante o período do salão do automóvel para realizar o transporte de pessoas com deficiência física ou mobilidade reduzida. O transporte era gratuito aos   e as saídas aconteceram da estação Jabaquara do Metrô (Na Rua Anita Costa, Nº 98) e na estação Imigrantes do metrô (Rua Engº Guilherme Winter) para o Centro de Exposições São Paulo Expo.

Depoimento Especial - Carta de Agradecimento FCD

Gostaríamos de compartilhar com vocês uma carta de agradecimento que recebemos da  FCD/BR – Federação das Fraternidades Cristãs de Pessoas com Deficiência do Brasil, referente ao atendimento realizado no dia 28 de abril de 2017. Obrigada amigos pela mensagem!!! Nós que agradecemos pela preferência e carinho com a nossa equipe. Até o próximo  Happy Transporte ! =) Segue texto da carta: São Paulo, 04 de maio de 2017. Caros amigos e amigas da Happy Life. Paz e Bem! A FCD/BR – Federação das Fraternidades Cristãs de Pessoas com Deficiência do Brasil – FCD(BR),  organizada juridicamente, é um movimento   ecumênico de evangelização  e promoção humana, tem por objeto valorizar a essência da pessoa com deficiência, destacando suas capacidades, buscando uma renovação cultural das próprias pessoas com deficiência, seus familiares, sociedade e governos, provocando com isso a verdadeira inclusão social. Migrada da França onde foi fundada em 1945, pelo Monsenhor Henri François, f