Pular para o conteúdo principal

Roteiro de Arquitetura pelo Centro Histórico de São Paulo agora tem audioguia e audiodescrição




Estação Júlio Prestes - crédito Jefferson Pancieri SP Turis

Estação Júlio Prestes
Crédito foto: Jefferson Pancieri SP Turis
Com seus prédios dos mais diversos estilos, formas e tamanhos, São Paulo possui um verdadeiro acervo cultural ao ar livre. Caminhar pelo centro é ver a história da cidade ser contada por suas construções, manifestações concretas das transformações pelas quais passou uma vila que em 1872 tinha pouco mais de 30 mil habitantes e era restrita ao Triângulo Histórico (cujos vértices são o Mosteiro de São Bento, a Igreja de São Francisco e a Igreja da Ordem Terceira do Carmo) até se converter na atual metrópole com cerca de 12 milhões de habitantes.
Para que os deficientes visuais possam acompanhar esse roteiro, a SP Turis lançou a audiodescrição do roteiro “Arquitetura pelo Centro Histórico”. Elaborada especialmente para o publico deficiente visual, a audiodescrição permite fazer o tour a pé, apenas com um aparelho de mp3.
Um audioguia em português, inglês e espanhol também está disponível para o público em geral.
Faça o download da audiodescrição e do audioguia.

Fazem parte do roteiro de Arquitetura:

Mosteiro de São Bento, Edifício Martinelli, Edifício Altino Arantes, Banco de São Paulo, Centro Cultural Banco do Brasil, Edifício Triângulo, Edifício Guinle, Caixa Cultural, Pateo do Collegio, Tribunal de Justiça, Secretaria de Justiça, Solar da Marquesa de Santos, Igreja da Ordem Terceira do Carmo, Palácio da Justiça, Catedral da Sé, Escola de Comércio Álvares Penteado, Faculdade de Direito, Conjunto Franciscano, Edifício Barão de Iguape, Igreja de Santo Antônio, Pórtico da Praça do Patriarca, Edifício Sampaio Moreira, Edifício Matarazzo, Edifício Alexandre Mackenzie, Theatro Municipal.

Fonte: Reabilitação.com



Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

HAPPY LIFE PARTICIPA DE EVENTO SOBRE A LBI.

Audiodescrição foto de Natália Betto.: Foto em detalhe mostrando Natalia Betto ao lado do banner do evento. Natalia é branca, tem 1,65m, cabelos pretos lisos, na altura dos ombros, está de blusa azul, usa calça e sapatos pretos. Ela está em pé, com a mão esquerda sobre a perna. O braço direito está flexionado e a mão espalmada para cima mostra a logomarca “Dialogs for Inclusion” no banner. No canto superior direito da foto, em branco, está a logo da Happy Life. Fim da descrição. Uma empresa em fase de crescimento precisa alimentar boas ideias e se alimentar delas. Foi exatamente isso que fez a Happy Life na última sexta-feira, 25 de novembro de 2016., ao participar do Dialogs for Inclusion, experiência de benchmarking à luz da Lei Brasileira de Inclusão – LBI. O evento faz parte do projeto Saber Para Incluir, da Diversitas e teve como anfitriã a Dow Química, que recebeu em seu site no Condomínio Rochaverá, um seleto grupo com profissionais de 12 empresas: Bayer, Cetelen, DSM, Ha
A Happy Life esteve à disposição durante o período do salão do automóvel para realizar o transporte de pessoas com deficiência física ou mobilidade reduzida. O transporte era gratuito aos   e as saídas aconteceram da estação Jabaquara do Metrô (Na Rua Anita Costa, Nº 98) e na estação Imigrantes do metrô (Rua Engº Guilherme Winter) para o Centro de Exposições São Paulo Expo.

Depoimento Especial - Carta de Agradecimento FCD

Gostaríamos de compartilhar com vocês uma carta de agradecimento que recebemos da  FCD/BR – Federação das Fraternidades Cristãs de Pessoas com Deficiência do Brasil, referente ao atendimento realizado no dia 28 de abril de 2017. Obrigada amigos pela mensagem!!! Nós que agradecemos pela preferência e carinho com a nossa equipe. Até o próximo  Happy Transporte ! =) Segue texto da carta: São Paulo, 04 de maio de 2017. Caros amigos e amigas da Happy Life. Paz e Bem! A FCD/BR – Federação das Fraternidades Cristãs de Pessoas com Deficiência do Brasil – FCD(BR),  organizada juridicamente, é um movimento   ecumênico de evangelização  e promoção humana, tem por objeto valorizar a essência da pessoa com deficiência, destacando suas capacidades, buscando uma renovação cultural das próprias pessoas com deficiência, seus familiares, sociedade e governos, provocando com isso a verdadeira inclusão social. Migrada da França onde foi fundada em 1945, pelo Monsenhor Henri François, f